Simples

Súbito salto interior.
De olhos extra abertos, e com batimento acentuado.
Inspiração máxima de um ar não suficiente.
Incredulidade passageira, reversão em natural esperança e satisfação.
Silêncio quebrado pela consciência irrequieta, trama de um possível prolongamento de algo tão bom e pouco.
Busca impossível de atenção, foco em uma breve, extrema excitação.
Flutuação do espírito e formigamento do corpo, reversão em mais sinais aparentes.
Repuxo infindável dos lábios, face corada, mãos agitadas, respiração forte, lacrimejamento dos olhos, ainda extra abertos, ou semi fechados, mas com pouca visão.

E se finda.

Em um segundo fui feliz. E não havia percebido como é simples.

Marina Nastari de Almeida

Esse post foi publicado em Experimentos.. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Simples

  1. Rayanne disse:

    E a simplicidade… eixge uma limpidez para ser vista, tão rara nos nossos dias…às vezes os momentos nos flagram: escapam. Quase um milisegundo antes de percebermos que era ela, a felicidade. **Estrelas**

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s